17 de abril de 2008

UMA GATA, UM GATO E UM POETA

"Quando o humano, ainda morto de riso, se virou, deu com o gato grande, preto e gordo sentado num cadeirão.
- Basta de concerto! És um sedutor muito original, mas receio que a Bubulina não goste da tua música. Um concerto ruim! - disse o humano.
- Sei que canto muito mal. Ninguém é perfeito - respondeu Zorbas na linguagem dos humanos. (...)
- Tu fa... fa... falas - exclamou o humano.
- Também tu falas e eu não estranho. Por favor, acalma-te - aconselhou-lhe Zorbas."

Hamburgo, Abril

Querido diário
Hoje aconteceu uma coisa muito estranha, mas mesmo muito estranha! Apareceu cá em casa um gato preto muito louco que FALOU comigo!! É verdade, e ainda falou com um jeito como se fosse humano. Disse que sabia que cantava mal e até pediu para eu me acalmar...
Que dia!

Humano (André (7º B)

Hamburgo, Abril

Querido diário
Hoje veio ter comigo um gato grande, preto e gordo que me disse que queria falar com o meu humano. Eu disse que não pois isso é tabu, mas ele disse que era uma urgência. Então fez um espectáculo - começou a cantar - até tapei as orelhas. Quando o Zorbas falou, o meu humano quase caiu, mas lá se entenderam...

Bubulina (Cecília, 7ºB)

1 comentário:

débora 7ºA disse...

fiquei admiradissi-mo porque o gatinho zorbas falou para mim...o que é estranho...ele é tão engraçado!!!!


(humano!)

BubbleShare: Share photos - Powered by BubbleShare

ORA AÍ ESTÁ... UM LIVRO!

HISTÓRIA DE UMA GAIVOTA E DO GATO QUE A ENSINOU A VOAR

HISTÓRIA DE UMA GAIVOTA E DO GATO QUE A ENSINOU A VOAR

HISTÓRIA DE UMA GAIVOTA E DO GATO QUE A ENSINOU A VOAR